• Felipe Araujo

Oscar 2022: Confira 24 votos anônimos



Anualmente antes da cerimônia do Oscar, alguns membros da Academia divulgam seus votos anonimamente para diversas publicações. Confira o compilado com todos eles:


Melhor Filme

Como o voto é ranqueado, fizemos um ranque com pontuação invertida, assim o primeiro lugar de um votante recebe 10 pontos, o segundo recebe 9 pontos e assim em diante até o décimo que recebe apenas um ponto. Dentre os 23 votantes entrevistados, CODA foi o favorito de 7 deles, com outros dois considerando o longa o seu segundo favorito. The Power of the Dog recebeu 3 votos em 1º lugar e cinco votos em 2º lugar.


Pontos:

119 CODA

98 The Power of the Dog

80 King Richard

72 Belfast

66 Dune

60 Don't Look Up

58 West Side Story

49 Nightmare Alley

44 Drive My Car

42 Licorice Pizza


Next Best Picture - Votante 6 (Membro da bancada de efeitos visuais):

Eu acho que os indicados em Melhor Filme deste ano foram muito fracos. Conversei com alguns membros da bancada de direção que estão tendo dificuldade em decidir em quem votar. Para mim, CODA é a aposta certa para vencer a corrida. É o único filme da lista que foi emocionalmente envolvente o tempo todo. Depois de todo o desenvolvimento dos personagens, adorei o momento em que eles desligam o som e, boom, você está no lugar do pai. Aquele momento me atingiu com força, e realmente mostra o quanto tudo no filme que antecedeu aquele momento funcionou tão bem. The Power of the Dog não se elevou ao nível de vencedor de Melhor Filme porque eu senti que havia algumas partes mais fracas no filme... como a música. Eu não gostei de como a música foi mixada. Eu senti como se estivesse tentando me levar a lugares que eu já estava ou não queria estar. E algumas das escolhas visuais me surpreenderam negativamente.


Gold Derby - Votante 3:

The Power of the Dog é tão bem feito no mais alto nível e também é o meu filme favorito do ano. Todos os atores desse filme são incríveis! Meus amigos e eu tivemos muitas dúvidas sobre o final que gostamos de discutir. Quem fez o que e o que realmente aconteceu com o personagem principal? Esse é um dos sinais de uma ótimo filme. O segundo lugar é Belfast. O terceiro lugar é Licorice Pizza.


Melhor Direção

Votos:

11 Jane Campion

9 Steven Spielberg

3 Kenneth Branagh

0-1 Ryusuke Hamaguchi

0-1 Paul Thomas Anderson


Entertainment Weekly - Votante 3 (Membro da bancada de atuação):

Jane Campion, por todo o sentimento que ela colocou pra fora. Ela tem coragem e segue suas convicções. Eu fui tomado pela jornada. Ela foi ousada o suficiente para deixar o filme ser o que é. Isso despertou meu interesse e minha paciência, e gostei do exercício que ela me fez passar. [Depois dos comentários envolvendo Venus e Serena Williams], eu apenas pensei, esta é uma ótima oportunidade para enfiar o pé na boca. Ela se desculpou, mas eu não me importo com o burburinho que isso criou. Eu ainda acho que ela merece pelo seu trabalho. Eu a perdoo.


Next Best Picture - Votante 1 (Membro da bancada de direção):

Steven Spielberg. Eu estava pensando em votar em Jane Campion, mas seu discurso no Critics Choice Awards realmente me incomodou.


Melhor Atriz

Votos:

13 Penelope Cruz

3-4 Jessica Chastain

3-4 Kristen Stewart

2 Olivia Colman

1 Nicole Kidman

1 Não decidiu


IndieWire - Votante 1 (Membro da bancada de direção):

Penélope Cruz está inegável nessa performance. Ela é uma atriz que fica cada vez melhor com a idade; ela traz toda a sua vida para cada performance. Eu não amei The Lost Daughter, mas você não pode negar que Olivia Colman é magnética em todas as cenas. O filme inteiro, você não pode tirar os olhos dela. Você está esperando para ver como ela reage. Se esse filme funciona, é tudo devido a Colman. Eu não amei Spencer. Kristen Stewart está forte, mas eu não acreditava nela como Diana Spencer, talvez porque a garota de “The Crown” [Emma Corrin] tinha feito um trabalho incrível recentemente. É estranho que “Spencer” seja ambientada dez anos depois do casamento, mas é escrita e tocada como se fosse tudo novo para ela. Há algo um pouco estranho e falso no filme em sua totalidade. Stewart interpretou Spencer como muito ingênua. Ela é uma ótima atriz, mas eu não comprei o filme. Da mesma forma, Jessica Chastain tem um desempenho forte – ela desaparece nesse papel – mas o filme não se decide sobre como se sentiu em relação a Tammy Faye Bakker. Obviamente, ela é uma figura polarizadora, mas fiquei confuso no final do filme: isso tirou muito a culpa dela? Parece se esforçar para torná-la não cúmplice da fraude, para você se sentir mais caloroso com ela no final. Não me convenci disso.


The Hollywood Reporter - Votante 1 (Membro da bancada de produção):

Tenho a sensação de que ela provavelmente vai ganhar, mas não gostei da interpretação de Olivia Colman dessa personagem [em The Lost Daughter] - ela era apenas uma mulher amarga, e eu pensei que a atriz que interpretou a versão mais jovem de sua personagem [Jessie Buckley] era muito melhor. [Ricardos] Nicole Kidman não fez nada de especial, exceto quando ela recriou cenas de I Love Lucy. Tanto Jessica Chastain [The Eyes of Tammy Faye] quanto [Parallel Mothers] Penélope Cruz são sempre boas. Mas Kristen Stewart [de Spencer] merece – se sua interpretação de Diana não fosse perfeita, o filme inteiro teria afundado. Ela não apenas encarna Diana fisicamente, mas captura toda a sua essência. Não gostei muito de seus outros filmes, mas neste seu talento é inegável.


Gold Derby - Votante 1:

Jessica Chastain. É um projeto tão pessoal dela, então não estou surpreso que ela tenha sido indicada. Ela vem trabalhando nisso há anos, e essa paixão veio à tona. Em um ponto, a líder para mim era Kristen Stewart, depois Olivia Colman, depois Nicole Kidman, mas aqui vem Jessica da retaguarda nas últimas semanas e provavelmente vencerá. E na minha opinião, é quem deve ganhar.


Melhor Ator

Votos:

10-11 Will Smith

6-7 Andrew Garfield

6 Benedict Cumberbatch

1 Denzel Washington

0 Javier Bardem


Gold Derby - Votante 1:

Will Smith. É uma atuação brilhante, que poderia ter sido escrita para ele conseguir a indicação e a vitória no Oscar. Ele já fez papéis de pessoas reais antes, como em “Ali”, e agora está ganhando em todos os lugares. Se não fosse por Will, eu votaria em Andrew Garfield porque eu realmente amo esse filme também.


Gold Derby - Votante 3:

Há um monte de ótimas performances, mas a que mais me impressionou foi Benedict Cumberbatch. Todo esse filme é tão perturbador e é tão poderosamente feito. Ele interpreta um personagem desagradável e implacável; não é o seu protagonista típico por qualquer extensão da imaginação. Esse cara tem tantos segredos e lugares sombrios.


Entertainment Weekly - Votante 2 (Marketing):

Enquanto eu acho que Will Smith é fantástico, comovente e cheio de nuances, a performance de Andrew Garfield é excelente e ele receberá meu voto. A categoria é tão forte que Denzel me comoveu também de maneiras que eu não achava que poderia ser movido por Macbeth. Eu sei, certamente pelo que aconteceu nas premiações dos críticos, que Andrew é o azarão, mas estou votando com meu coração. Com coração, com ranho, com lágrimas, com calor, Garfield fez uma performance em um filme que me emocionou de uma maneira gigantesca.


Melhor Atriz Coadjuvante

Votos:

7-8 Kirsten Dunst

6-7 Ariana DeBose

4 Aunjanue Ellis

3-4 Jessie Buckley

2-3 Judi Dench


Gold Derby - Votante 5:

Kirsten Dunst. É tão difícil! Fiquei entre Aunjanue e Kirsten. No que diz respeito a Kirsten, eu acompanhei sua carreira ao longo dos anos e acho que ela é bastante deliciosa. Aunjanue também foi incrível.


The Hollywood Reporter - Votante 1 (Membro da bancada de produção):

Eu não sou um grande fã de King Richard [o filme para o qual Aunjanue Ellis foi indicada]. Eu não achei que Kirsten Dunst foi tão especial. A Jessie Buckley foi muito boa. A Judi Dench é sempre incrível. Mas estou votando em Ariana DeBose, a melhor coisa de West Side Story.


Melhor Ator Coadjuvante

Votos:

16 Troy Kotsur

5 Kodi Smit-McPhee

1 Ciarán Hinds

1 Jesse Plemons

0 J. K. Simmons

1 Não decidiu


The Hollywood Reporter - Votante 3 (Membro da bancada de direção):

O verdadeiro melhor ator coadjuvante não foi indicado: Mike Faist [de West Side Story], que foi uma grande melhoria em relação ao Riff original [interpretado por Russ Tamblyn] e é um ator tão interessante. Kodi Smit-McPhee foi bom. J.K. Simmons foi muito divertido. Ciaran Hinds foi ótimo. Mas – desculpe ser chato – eu fui com Troy Kotsur. Foi uma performance tão lindamente humanista. Uma das coisas mais difíceis para um ator expressar é o amor, e ele expressa o amor lindamente. E também, eu só quero ver o cara lá em cima do palco. Acho que todo mundo quer.


Entertainment Weekly - Votante 5 (Membro da bancada de direção):

Eu sempre gosto de Jesse Plemons, mas deve ser do garoto gay [Kodi Smit-McPhee] em The Power of the Dog. Ele era tão convincente. Toda vez que ele andava na tela, você se inclinava tipo, o que está acontecendo? Esse garoto atraiu esse tipo de atenção entre esses protagonistas? É incrível. Troy Kotsur, talvez fosse a altitude de Sundance, mas não sei o que é tão bom em CODA. É doce. É o grande filme artístico que todo mundo está falando? Acho que não. As atuações são fantásticas.


Melhor Roteiro Original

Votos:

11 The Worst Person in the World

5 Belfast

5 Don't Look Up

2 King Richard

1 Licorice Pizza


Next Best Picture - Votante 6 (Membro da bancada de efeitos visuais):

The Worst Person in the World. Foi tão divertido, e eu me senti meio mal por não votar nele em Filme Internacional. Esta foi a minha maneira de reconhecer o quanto eu o amava. Don't Look Up também foi muito divertido, mas excessivamente indulgente. Belfast e King Richard pareciam baseados na vida real, enquanto The Worst Person in the World parecia ter saído do nada além da imaginação do escritor.


Gold Derby - Votante 1:

Isso é mais desafiador, com certeza. Eu daria para Adam McKay [Don't Look Up] porque é isso que os roteiros originais devem fazer. É preciso um tópico que as pessoas não se sentem à vontade para discutir e não fugir dele. Eu apenas pensei que o senso de humor e a maneira como ele satiriza as coisas à medida que amadureceu traz à tona questões que precisam ser discutidas.


Melhor Roteiro Adaptado

Votos:

6 The Power of the Dog

5 CODA

5 The Lost Daughter

4 Drive My Car

3 Dune

1 Não decidiu


Gold Derby - Votante 1:

The Power of the Dog. É uma história muito complexa contada de uma maneira que você possa entender e que as pessoas possam se conectar. Eu gostei de tudo sobre isso, desde os aspectos ocidentais hard-core até as correntes românticas. Foi entregue de uma forma excelente!


Entertainment Weekly - Votante 4 (Membro da bancada de produção):

The Lost Daughter. Eu gostaria de ter a opção de votar nele em Melhor Filme e votar em Maggie Gyllenhaal em Melhor Direção. Isso acontece muito no Oscar, as diretoras-roteiristas tendem a ser reconhecidas pela escrita e não pela direção. É uma ótima adaptação, é uma adaptação difícil de um livro com um monólogo interior enorme, mas é quase como se eu estivesse votando nisso em vez de poder considerá-la como Melhor Filme ou Melhor Direção. Acho que as adaptações de outros filmes estão em um nível diferente das adaptações de livros. Entre Dune, Power of the Dog e Lost Daughter, você tem adaptações complicadas…. CODA destoa para mim. Eu sei que acabou de ganhar no WGA, mas é a adaptação mais fácil de todos os filmes. Não tirarando o mérito do roteirista, mas há algo em adaptar um livro que é mais difícil do que adaptar outro filme.


Melhor Canção Original

Votos:

6 No Time to Die

4 Dos Oruguitas

3 Somehow You Do

2 Be Alive

0 Down to Joy

9 Não decidiram ou não divulgaram seus votos


The Hollywood Reporter - Votante 2 (Membro das bancadas de curtas e animação):

Eu sei que as músicas de Bond parecem sempre vencer, mas essa é uma música genuinamente boa! Be Alive também é ótima, mas eu realmente amei No Time to Die. Tipo, eu me lembro de como isso me fez sentir na primeira vez que ouvi, mesmo antes de ver o filme – eu fiquei tipo, “Essa é uma ótima música”. A voz dela [Billie Eilish] é incrível, e a maneira como eles [Eilish e Finneas O’Connell] trabalham juntos é incrível.


Entertainment Weekly - Votante 4 (Membro da bancada de produção):

Como de costume, a categoria de Melhor Canção Original é bem abaixo do esperado. Vou votar na música Encanto [Dos Oruguitas]. Claro, todo mundo gostaria de poder votar em We Don't Talk About Bruno, que está tocando na casa de todo mundo. Eu votei neste como um substituto para a música que eu realmente acho que deveria ganhar daquele filme. Normalmente uma ou duas músicas, que eu não vi os filmes e, de alguma forma, são escolhidas. Este ano é [a música de] Four Good Days [Somehow You Do]. Quero dizer, vá em frente, dê a Diane Warren um Oscar honorário, por favor, tire-a de sua miséria. Ela geralmente é indicada para uma música em um filme que ninguém viu. As pessoas a amam o suficiente para indicá-la, não entendo por que não podemos dar a ela o prêmio um ano e acabar logo com isso.


Fontes: Next Best Picture (1-7); The Hollywood Reporter (1, 2, 3, 4); Gold Derby (1, 2, 3, 4, 5); Entertainment Weekly (1-5); Awards Watch (1); IndieWire (1, 2).