• Vitor Miranda

MELHOR MONTAGEM e MELHOR SOM (NOVEMBRO)


Muitas vezes a categoria de edição costuma premiar o filme mais editado, e não melhor editado, levando isso e o fato de seus projetos serem chamativos e dinâmicos, podemos dizer que Don't Look Up é um forte candidato a essa categoria. Os outros projetos de Adam Mckay como The Big Short e Vice foram indicados e não venceram, mas Don't Look Up parece mais acessível que os citados e tem a Netflix com uma grande campanha por trás. Belfast, o favorito a Melhor Filme, apesar de não parecer dinâmico deve ser indicado por conta da força do filme. Dune que promete ser uma furacão nas categorias técnicas pode ser indicado aqui, caso a bancada não considere o filme longo demais, como já fizeram com outros filmes no passado. King Richard parece um possível indicado pela sua acessibilidade e por toda a questão de ser sobre um esporte totalmente dinâmico. The Power of the Dog apesar de excelente tem um ritmo muito lento, o que pode atrapalhar. A montagem de Tick Tick...Boom recebeu aclamação nas críticas que saíram essa semana, então caso o filme seja forte o suficiente ele pode ser indicado aqui. Outro musical com grandes chances é o remake de West Side Story. House of Gucci tem recebido diversas críticas por conta da sua longa duração, então uma indicação aqui parece distante. Com diversas narrativas em períodos históricos diferentes, The French Dispatch possuí grandes chances aqui, caso a Academia seja receptiva com o filme. Licorice Pizza parece forte e acessível suficiente para uma indicação, apesar da bancada não ser muito próxima de Paul Thomas Anderson. Being the Ricardos também é uma possibilidade caso seja dinâmico como os outros filmes de Aaron Sorkin.


Histórico dos competidores:

Apostas finais:
1. Dune
2. Don't Look Up
3. Belfast
4. The French Dispatch
5. King Richard

As categorias de Melhor Montagem e Melhor Som estão diretamente conectadas, Sound of Metal venceu as duas categorias ano passado reforçando esse padrão da Academia. Antigamente, quando a categoria era dividida em duas, o vencedor de Melhor Edição de Som geralmente vencia Melhor Montagem, como aconteceu com Bohemian Rhapsody e Ford v Ferrari. Levando isso em consideração, Dune é o favorito a vencer mais uma categoria técnica. O sucesso de Belfast pode ecoar nessa categoria também, dando mais uma indicação ao filme. No Time to Die pode seguir a tradição dos filmes da franquia e conseguir uma indicação aqui. Musicais como West Side Story, Tick Tick...Boom e Cyrano se beneficiam do bom histórico que esse gênero tem com a categoria. A Quiet Place II parece ter sido esquecido e, caso não receba uma boa campanha, não deve seguir os passos do primeiro filme. The Last Duel corre por fora em mais uma categoria, tudo vai depender de como o estúdio vai lidar com o filme e se a Academia vai apoia-lo de alguma maneira. Don't Look Up é uma incógnita aqui porque não se sabe a quantidade de trabalho de som inserido no filme. Se formos levar em consideração que é um filme sobre astronautas e cientistas e que cenas no espaço serão realizadas, o filme pode ter chances aqui. The Harder They Fall corre por fora porque apesar da sua edição e mixagem de som serem bem chamativas, a Netflix parece ter outras prioridades. O sucesso de King Richard pode respingar nessa categoria caso a edição e mixagem de som das partidas de tênis e da plateia chame a atenção da bancada.


Apostas finais:
1. Dune
2. Belfast
3. No Time to Die
4. West Side Story
5. Tick Tick...Boom

Referências:

BAFTA - British Academy of Film and Television Awards (Academia Britânica de Cinema e Televisão)

ACE AWARDS - American Cinema Editors (Sindicato dos Editores)