• Vitor Miranda

MELHOR ATOR COADJUVANTE (JANEIRO)


Nem mesmo a lista de indicados ao SAG, as longlists do BAFTA e os prêmios regionais da crítica ajudaram a fazer com que a categoria de Melhor Ator Coadjuvante deixasse de ser uma incógnita. Com diversos atores com prós e contras, as apostas para a categoria são um verdadeiro caos. Bradley Cooper e Jared Leto conseguiram indicações ao SAG mesmo após os snubs no Globo de Ouro, talvez Jared não tenha sido uma surpresa tão grande, mas Bradley Cooper ser o único reconhecimento do filme foi algo bem inesperado. Outro acontecimento inesperado foi o snub dos dois atores de Belfast no SAG, mesmo com o filme conseguindo entrar na categoria de Melhor Elenco. Ben Affleck novamente conseguiu uma indicação por The Tender Bar, mas ficou de fora da longlist do BAFTA. Kodi Smit-McPhee venceu o Globo de Ouro e por enquanto é o favorito ao Oscar com Troy Kotsur loga atrás. CODA tem se saído bem melhor que esperado com o seu apoio orgânico, conseguindo uma indicação a Melhor Elenco. Mike Faist não apareceu em nenhum lugar importante além da menção de runner-up no National Society of Film Critics, mas caso West Side Story se saia melhor que o esperado é possível que o ator tenha chances de indicação.


Apostas finais:
1. Kodi Smit-McPhee - The Power of the Dog (⬆)
2. Troy Kotsur - CODA (⬇)
3. Ciáran Hinds - Belfast (⬇)
4. Jared Leto - House of Gucci (⬆)
5. Bradley Cooper - Licorice Pizza (⬆)

6. Jamie Dornan - Belfast (⬇)
7. J.K. Simmons - Being the Ricardos (⬇)
8. Mike Faist - West Side Story (⬆)
9. Jesse Plemmons - The Power of the Dog (DEBUT)
10. Al Pacino - House of Gucci (DEBUT)